Um post sem sentido

Uma coruja vela um sono,
uma vela que queima dos dois lados.
Um pesadelo diante de um sonho,
um sonho violado.
Um tempo maculado,
um conto mal contado,
um poema mal explicado,
um amigo constirpado.


:P

tinha que terminar com besteira ^^

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Itá terá a maior tirolesa da América Latina

Uma cicatriz na alma

Editorial “Tempo, esse devorador de coisas”