Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2012

Editorial “Tempo, esse devorador de coisas”

Já dizia o poeta Ovídio, o tempo apaga tudo. E a atual situação dos agricultores do oeste é uma mera questão de “tempo”, nos dois sentidos da palavra: meteorológico e cronológico. É fato notório que nos últimos 12 anos, o oeste de Santa Catarina foi atingido por oito estiagens. Quis o “tempo” que não chovesse e quis o outro “tempo” que nos esquecêssemos do que já havia acontecido.  Uma portaria do Governo Federal prevê uma linha de crédito de R$ 12 mil para cada família nordestina atingida pela seca, com 1% de juro e até 10 anos para o pagamento. Porque não ampliar essa portaria? Quem precisa mais? Uma questão geográfica e histórica talvez aponte para o nordeste, mas o sul responde, pela voz dos agricultores: “Somos as mãos que alimentam o Brasil”. 
Agora a situação de emergência pede urgência. Urgência de recursos para minimizar os efeitos da pior estiagem já vista pelo Estado e para planejar uma melhor maneira de sobreviver às próximas. E é preciso resolver agora, porque depois, será …
Imagem
Nasce uma promessa A maternidade pode mudar completamente a cabeça de uma mãe
Matheus nasceu com 2,7 kg, cabelo e olhos escuros. Uma nova vida sempre traz alegria e esperança, mas para esta mãe, Salvadora, trouxe também a fé de que um futuro melhor é possível. A personagem desta história é uma mãe atípica em certos aspectos, mas também é tradicional e resguardada em outros, principalmente no amor incondicional ao filho. Amor que transparece nas trocas de carinho e sorrisos com Matheus (nome fictício). Ele transporta a mãe para um lugar diferente das quatro paredes onde vivem. “Matheus está aí, dia-a-dia me dando forças para motivar minha mudança”, diz. Salvadora Cardoso, de 32 anos, cumpre pena no Presídio Regional de Chapecó (no bairro Santa Maria). Condenada a seis anos de reclusão, ela compartilha as alegrias e as angústias com a própria mãe, Mercedes, que também está presa. “Ser mãe no presídio dói. Saber que meu filho está aqui por um erro meu é algo que não tem descrição”, conta. E…